O Reino do Barém é um país árabe do Sudoeste da Ásia, que já foi português. Seu território é um arquipélago banhado pelo Golfo Pérsico. Tem grande reservas de petróleo. São 1,4 milhões de habitantes. A capital é Manama.

A Ilha do Barém abrigou um centro comercial dos sumérios, no terceiro milênio aC. Na Idade Média, aderiram ao Islamismo. Barém foi governado pelos portugueses de 1521 a 1602 e, pelos persas, de 1602 até 1783, quando se tornou uma dependência da Arábia. No século 19, tornou-se protetorado britânico. A independência foi conquistada em 1971.

Nota: devido à influência britânica, a grafia "Bahrain" para o nome do País, na escrita com o alfabeto latino, é a mais conhecida internacionalmente. Encontra-se também "Bahrein" em mapas antigos e no Diccionario Prático Illustrado (Lello & Irmão, 1941). Foi registrado como Baharem, em 1707, pelo holandês Pieter van der Aa. O nome deriva do árabe, significando "dois mares". Houve tentativas de aportuguesar para Barein (IBGE) e Bareine (Aurélio, 2ª edição). Entretanto, antes de ser britânico, Barém foi português e era, assim, escrito (Da Asia de Diogo de Couto, Lisboa, 1780), grafia ainda adotada por vários autores portugueses.

Mais: Turismo em Barém

Barem

 

 

 

Ásia

 

Mapa Barem politico

 

 

Vista da Manama, capital do Barém.

 

Mesquita

 

Ilha Barem

 

Vista parcial de Manama, em 2012.

 

Copyright © Guia Geográfico - Asia Turismo. roteiro de viagem asiático.

 

Forte

 

Interior da Grande Mesquita do Barém (Masjid al-Fatih).

A Fortaleza do Barém (Qal'at al-Bahrain), construída pelos portugueses no século 16, patrimônio da humanidade na lista da Unesco. Era um entreposto na rota comercial do Golfo Pérsico, entre a Mesopotâmia e o Estreito de Ormuz, dominada por Portugal até o início do século 17.

 

Bahrein

 

 

Bahrain turismo

 

Bandeira

 

 

 

 

 

 

Wadiia

 

Ahmed Sadoon

 

 

Divulgação